domingo, 8 de fevereiro de 2015

Q de Querubim

 
Desta vez o Alfabeto esteve "indoor" na Mexicana. Deu direito a chá quentinho e tudo.
O alvo era o painel do ceramista português Querubim Lapa, o "Sol Mexicano", datado de 1961.
 
Pretendia-se com o exercício trabalhar a aguarela como se estivéssemos a trabalhar os pigmentos da cerâmica, dando aqueles efeitos onde as cores não se misturam completamente.
 
A página de cima é num papel mais fino do caderno, que não suporta tanta água e com aguarelas Sennelier.
A de baixo é papel de 300g com aguarelas Daniel Smith que deixam à vista os pigmentos de cada cor. O efeito que se obtém é completamente diferente.
 
Supostamente quando encostasse estas duas páginas elas deviam fazer um só desenho, mas fiz uma ligeira batota.
 

 
 



2 comentários:

  1. Ficaram tão giros Fernanda! (é incrível como o papel faz diferença!)

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar