sexta-feira, 31 de outubro de 2014

no restaurante Viva Lisboa

 
Os brasileiro têm uma expressão muito engraçada que responde ao que está escrito no preâmbulo da ementa, neste restaurante que fomos conhecer: "é tudo da boca p'ra fora"!
 
Pois é muito bonito o blá, blá, mas é preciso que quando a comida entra "da boca p'ra dentro", esteja tudo ao nível das expectativas criadas! E mais não digo!
 
 



quarta-feira, 29 de outubro de 2014

debaixo da ponte


Irresistível este enquadramento por baixo da ponte 25 de Abril, no museu da Carris em Alcântara.
Um autocarro voador, ou quase, por cima do contentor, graffitis, velhos armazéns. Um mix que me ajudou a passar um tempo que seria apenas de espera, num fim da tarde de sexta-feira!




 

terça-feira, 28 de outubro de 2014

O restaurante Aviz


Jantar no Aviz é fazer uma viagem no tempo. Outrora instalado num Palacete nas Picoas, desenhado por Ventura Terra, no Hotel com o mesmo nome, foi símbolo da Lisboa romântica dos anos 40. Acolheu reis, artistas de cinema, grandes escritores e espiões que não dispensavam o seu conforto. O sr. Gulbenkian, Mascello Mastroianni, Frank Sinatra, Ava Gardner, Eva Péron ou Maria Callas, para já não falar na nossa Amália, eram presença frequente.
Foi considerado pela revista Life, em 1950, o hotel mais sumptuoso do mundo.

Desde há vários anos em nova morada, junto ao Marquês do Pombal, mas com todos os símbolos do passado ainda presentes nos talheres Christofle, nos rechauds, na louça, nos copos: a fénix, pássaro da mitologia grega que morria e depois renascia das suas próprias cinzas. Será essa a sua fórmula secreta de longevidade?


 

domingo, 19 de outubro de 2014

no concerto


Grande auditório da Gulbenkian. O cenário de fundo é o jardim, iluminado, a chuva começa a cair.
Na primeira parte do concerto, a voz do barítono Christopher Purves e o som da orquestra inundam a sala.
Na segunda parte, o Lago dos Cisnes, de Tchaikovsky.
Um grande concerto, uma noite muito bem passada! Adorei!



 

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

um jantar sem história


Um grupo janta e conversa animadamente. Tento perceber quem vai com quem, não entendo. Gosto de os ver divertidos, dão colorido a este jantar monocromático de sabores, de emoções. O saké é o meu centro. Porquê? Não sei, não interessa. Preciso sempre de me centrar, de ter uma âncora. Já não sinto os sabores dos sushi, sashimis, desliguei-me. Só vejo. Formas, cores. Essas, misturo-as na minha paleta. Bebo mais um golo, o sabor reconforta-me. Aproxima-se a hora do cinema, vou levantar âncora. - tenho de ir.


quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Desenho Cru


Há vários meses que não tinha oportunidade de participar numa sessão de Desenho Cru.
Nesta primeira segunda-feira do mês, apesar de um fim-de-semana Zen, não foi o dia em que eu estava mais descontraída para saborear o momento.
Depois de uma manhã de correria, fui a Sines para entregar umas Telas Finais, o que é sempre uma aventura! Saí da Câmara de Sines para Cascais,  para a aula de escrita criativa. Depois directa para o Cru, onde cheguei um pouco antes de começar. Confesso que estava um bocadinho cansada!
Mas mesmo assim gostei das mini pizzas que comi no início, gostei do Malenga, da música que ele cantava, do facto de estar parado!
Não atinei com a bailarina/professora de yoga: não gostei das poses, não parava um segundo, não fiz nada de jeito...
Foi bom rever a grande organizadora Sara e mais alguns amigos! Para a próxima será melhor, espero!





quarta-feira, 8 de outubro de 2014

o Om é o som do Infinito...


...foi a vibração, o movimento, que engendrou os primeiros ritmos no Cosmos.


Retiro de Yoga - Casal do Frade, 4 Outubro 2014